Produtos Geek e Nerd

Geek Place - Produtos Geek e Nerd

TV ABCID

Assista os nossos vídeos

Twitter

Siga-nos no Twitter

Sexo, idosos e os segredos que a lan house não esconde

Dona Eunice tem 80 anos e vai todos os dias à lan house perto de sua casa para jogar paciência. Paciência? Os filhos não sabem. Na baia ao lado, quase com a mesma frequência, uma recém-idosa que voltou a estudar faz pesquisas para o novo curso. Mais adiante, um senhorzinho força um polegar só para fazer apostas em um site de jogos. A família também não sabe. Menos ainda o marido da Helena, que tem 70 anos e diz que deve à internet uma descoberta marcante: a masturbação.

A socióloga Veronica Tomsic, autora do estudo "Internet, sexo e velhice" conheceu essas personagens e mais alguns quando realizou a pesquisa de campo em uma lan house de Copacabana, na Zona Sul do Rio. A motivação era descobrir o quanto a internet pode contribuir para garantir autonomia aos idosos. Ajuda, constatou Verônica que, além de observar o comportamento dos idosos frequentadores da lan house, entrevistou outros em situações diversas.

Os usos são variados, ressalta Veronica. Ao contrário do que ocorre em faixas etárias mais jovens, já socializados com o uso de tecnologias, os idosos precisam passar por um processo de descoberta e adaptação. Com a crescente oferta de serviços apenas pela através da rede, mesmo consultar o extrato do plano de saúde, por exemplo, ficar de fora é estar à margem de importantes esferas sociais.

- Parti de uma escuta atenta às dificuldades, por parte de alguns idosos, em relação aos impactos das mudanças tecnológicas provocadas pela internet. O que pode ser visto por uns como algo trivial, como o seu nome aparecer em uma busca no Google, por exemplo, pode provocar em outros estranhamento - afirma.

Apesar da proliferação de notebooks, celulares e tablets, a lan house ainda aparece como uma forma usual de acesso á rede, segundo dados do próprio Comitê Gestor da Internet. Com esse dado em mãos, Veronica frequentou uma lan house especificamente, durante quatro meses, em visitas diárias. No estabelecimento que tem 22 computadores disponíveis, divididos em dois andares, houve vezes em que ela encontrou até 18 idosos. A média era de quatro por dia.

O sexo, a pesquisadora constatou, é uma busca à parte. O lugar, apesar de público, garante privacidade. Longe dos olhos de familiares, os idosos ficam mais à vontade, disseram também os funcionários, já habituados a tirar dúvidas dos clientes mais habituais.

Segundo Veronica, exercer a sexualidade sem amarras é um desafio não somente para os idosos. Mas são eles, em última instância, que mais sofrem. Daí que assumir esse aspecto como parte da vida é mais fácil no ambiente distante de casa.

- Sexo e a afetividade são assuntos importantes em qualquer idade. Por que não falar desses temas quando somos velhos? Um passo importante é romper com lógica de que o 'velho é o outro'. A velha sou/serei eu, somos/seremos nós. Se não morrermos antes, todos chegaremos à velhice. E todos queremos viver sem tanta censura, pudor ou preconceito - afirma Veronica.

POR MARIA DA LUZ MIRANDA

Fonte: http://blogs.oglobo.globo.com/depois-dos-50/post/sexo-idosos-e-os-segredos-que-lan-house-nao-esconde.html
Sexo, idosos e os segredos que a lan house não esconde

style="display:inline-block;width:160px;height:600px"
data-ad-client="ca-pub-8894684686016608"
data-ad-slot="8414093256">

Vídeo

Parceiros

Quem está online

No momento há 0 usuários e 0 visitantes online.

Qual melhor horário pra você participar de uma reunião online?: