Produtos Geek e Nerd

Geek Place - Produtos Geek e Nerd

TV ABCID

Assista os nossos vídeos

Twitter

Siga-nos no Twitter

Câmara dos Deputados estuda regras para implantação nas lan houses

 

A Câmara dos Deputados estuda uma série de regras para manter a fiscalização nas lan houses. No Brasil, segundo o Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação, 45% dos internautas dependem de lan houses para ter acesso à rede.

Uma comissão de deputados federais pretende estimular o uso desses estabelecimentos como centros de inclusão digital, com conteúdos sérios e educativos. Para o presidente da comissão, o deputado Paulo Teixeira, o primeiro passo seria acertar a situação da grande quantidade de lan houses que, hoje, não têm autorização para funcionar. “Pretendemos levar para a legalidade. Apenas 5% são legais”, comenta o deputado federal Paulo Teixeira.

A comissão também pretende estudar como resolver outro problema desses estabelecimentos. Uma pessoa que queira usar a internet para cometer algum tipo de crime encontra nas lan houses o ambiente ideal - porque, nelas, o criminoso consegue o anonimato. Entre o internauta e a internet, existe o provedor - empresa que vende a conexão. Toda vez que alguém acessa a rede mundial de computadores, o provedor registra essa operação com um número - é o IP, ou protocolo de internet.

Os sites em que a pessoa entra e os e-mails que ela manda armazenam esse número. É uma espécie de rastro do que o internauta faz. Se ele envia uma mensagem ameaçando alguém, ou com um programa espião para descobrir a senha do banco, uma investigação pode localizar o IP.

Se o computador for de uma lan house, por onde passam centenas de pessoas por dia, seria preciso registrar o nome e o horário em que os clientes usam cada computador. “Uma investigação bem feita consegue chegar à origem de onde foi cometido aquele crime. Ou seja, ao computador usado. Mas, se não tiver uma forma de identificar quem usou aquele computador, só vai chegar ao computador”, atesta o perito em crimes digitais Wanderson Castilho.

“Temos que trabalhar que o dono do negócio cuide da segurança do negócio”, aponta o deputado federal Paulo Teixeira. Alguns estados, como São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná, já têm leis que obrigam as lan houses a cadastrar todos os clientes. Mas, segundo o perito, falta fiscalização para que essas leis sejam cumpridas.

(As informações são do Bom Dia Brasil)

 

http://correio24horas.globo.com/noticias/noticia.asp?codigo=57991&mdl=27

style="display:inline-block;width:160px;height:600px"
data-ad-client="ca-pub-8894684686016608"
data-ad-slot="8414093256">

Vídeo

Parceiros

Quem está online

No momento há 0 usuários e 2 visitantes online.

Qual melhor horário pra você participar de uma reunião online?: